ORGANIZAÇÃO

A Associação de Jovens Ecos Urbanos, Instituição Particular de Solidariedade Social e Pessoa Colectiva de Utilidade Pública, é constituída pelos seus corpos sociais, eleitos para quadriénios.
• Mesa da Assembleia Geral
• Conselho Fiscal
• Direcção

A equipa de colaboradores é constituída por um Diretor Técnico e mais oito elementos com diferentes áreas de formação.

A associação tem como objetivos principais:
a) Promover a inclusão social e fomentar o desenvolvimento sociocomunitário;
b) Promover a prevenção primária nos seus diferentes domínios;
c) Apoiar os jovens na construção do seu projecto de vida;
d) Promover mecanismos de valorização e acesso profissional;
e) Desenvolver formação profissional adequada às necessidades económicas, sociais e culturais;
e) Fomentar a inclusão social através da arte, cultura e desporto;
f) Promover a igualdade de género, a cidadania e a não discriminação
g) Combater a violência doméstica;
h) Promover o voluntariado para uma cidadania proactiva;

2. Secundariamente a associação propõe-se a desenvolver os seguintes objectivos:

a) Promover a saúde e bem-estar;
b) Desenvolver mecanismos de sustentabilidade das acções da associação;
c) Fomentar práticas de sustentabilidade ambiental;
f) Outros não incluídos nas alíneas anteriores, desde que contribuam para a efetivação dos direitos sociais dos cidadãos.

Atividades

1 – Para a realização dos seus objetivos a associação propõe-se criar e manter as seguintes atividades:
a) Atividades de ocupação dos tempos livres dos jovens e das famílias;
b) Ajuda alimentar às famílias;
c) Actividades de carácter social que integrem também vertentes culturais e lúdicas;
d) Atividades formativas de carácter formal e informal, próprias ou em parceria.
e) Actividades de prevenção primária com enfoque nas crianças, jovens e famílias;
f) A integração social de indivíduos, famílias e comunidade através da valência Centro Comunitário (CC);
g) Atividades do Serviço de Atendimento e de Acompanhamento Social (SAAS);
h) Apoio especializado às famílias com crianças e jovens, através da criação de um Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP), promovendo a parentalidade positiva;
i) Apartamento de Autonomização de forma a apoiar a transição para a vida adulta de jovens;
j) Dinamização do Banco Local de Voluntariado e da Bolsa de Voluntariado Jovem;
k) Outras não incluídas nas alíneas anteriores, desde que contribuam para a efetivação dos objetivos do art.º 3.

2 – A associação propõe-se, ainda, a criar e manter as seguintes atividades instrumentais:
a) Aluguer de espaços e de equipamentos;
b) Venda de bens ou serviços associados à atividade da associação;
c) Desenvolvimento de atividades de angariação de recursos;
d) Outras atividades de acordo com a lei em vigor.

Actualmente o trabalho da organização está dividido pelos seguintes eixos de intervenção:
Eixo 1 – Promoção da Inclusão Social
Eixo 2 – Desenvolvimento Local e Cultural
Eixo 3 – Promoção e Desenvolvimento Pessoal e Social
Eixo 5 – Educação, Formação e Emprego
Eixo 5 – Desenvolvimento Organizacional

Instalações:
Estamos presentes em três espaços, onde desenvolvendo diferentes tipos de atividades/serviços.
• Elemento Arquitetónico* da Praça Luís Ribeiro, Praça Luís Ribeiro
• Oliva Creative Factory – Sala Ecos Urbanos*
• Casa das Associações* – Avenida Dr. Renato Araújo, n.º 441, 1. Andar – 3700-244 S. João da Madeira

*Protocolados com a Câmara Municipal de S. João da Madeira, como cedência gratuita.

Serviços Administrativos

Serviços Administrativos