Ecos Urbanos no Sopro no Teatro Nacional S. João a 16 de Junho

ECOS URBANOS NO SOPRO NO TEATRO NACIONAL S. JOÃO, A 16 DE JUNHO

A Cultura Conjunta, projecto em parceria com Junta de Freguesia de S. João da Madeira conta agora também com o apoio da Câmara Municipal de S. João da Madeira.
Este projecto tem como principal objectivo a inclusão social através do acesso à cultura.
A próxima saída é já dia 16 de Junho para ver a peça “O Sopro“, no Teatro Nacional S. João, no Porto.

Sinopse:

O que aconteceria se um teatro se desmoronasse e nos seus escombros só encontrássemos um sobrevivente: o ponto?

A protagonista de Sopro não é uma atriz mas uma mulher chamada Cristina Vidal, que trabalha como ponto no Teatro Nacional D. Maria II há mais de vinte e cinco anos.

Acompanhada em palco por seis atores e centenas de fantasmas, esta guardiã de uma profissão em vias de extinção vai evocar as histórias reais e ficcionais de um teatro agora em ruínas.

Que teatro habita a sua imaginação e a sua memória? Que mundo nos pode dar a ver usando apenas o seu sopro invisível?

Tendo estreado no Festival de Avignon de 2017, Sopro, de Tiago Rodrigues, foi descrito pelo jornal francês Le Figaro como “uma homenagem vibrante ao teatro e àqueles que o fazem”.

Programa: 
Saída às 15h, traseiras do Centro Coordenador de Transportes
Chegada prevista a S. João da Madeira às 19h
Entidade Convidada: TOJ – Teatro Oliveira Júnior
Inscrição até dia 13 de Junho: 7,00€ (incluiu bilhete, transporte e seguro)
Maiores de 16 anos

Mais informações contacte: 
Telefone: 256 824 532 | Telemóvel: 969 849 744 e 96849736 (segunda a sexta das 14h às 19h)
email: geral@ecosurbanos.pt

Partilha: