Ecos Urbanos – Campanha Apadrinhe Esta Ideia

ECOS URBANOS – CAMPANHA APADRINHE ESTA IDEIA

O relançamento da Campanha de Angariação de Fundos para Apadrinhamento de Famílias Economicamente Vulneráveis, vem no seguimento de um aumento muito significativo de pedidos de apoio que chegaram ao nosso Centro Comunitário.

Terminámos o ano de 2020 com 289 processos familiares acompanhados, mais 145 processos familiares relativamente ao ano de 2019, representando estes um total de 547 pessoas.

Considerando o estado atual de pandemia por COVID-19 deixaram de se realizar algumas iniciativas, que contribuíam de forma decisiva para a nossa capacidade de resposta no apoio às famílias económica e socialmente vulneráveis.

Apesar do enorme esforço institucional e do reforço do apoio do poder local, sabemos que não teremos a capacidade de responder positivamente às solicitações de todas as pessoas.

Queremos mobilizar a comunidade para que, através do nosso trabalho, possam efetivamente desenvolver gestos verdadeiramente solidários que previnam situações de pobreza e exclusão social.

A Campanha Apadrinhe Esta Ideia, pretende garantir o acesso à alimentação (saudável e variada e como Direito Humano fundamental), à saúde (farmácia), à educação (material escolar), à habitação (despesas de água, luz e gás), à cultura (saídas culturais – seguro e bilhetes), às famílias economicamente vulneráveis, de forma regular ou pontual.

Como posso apadrinhar ?

Poderá apadrinhar uma família específica com um apoio mensal (duração semestral ou anual), através de um valor proporcional à dimensão do agregado. Pode ainda doar para o apoio geral que atribuímos sem especificar uma família em concreto.

Posso criar uma rede de apoio, entre várias pessoas, para apadrinhar uma família?

Sim, o objetivo é apelar à mobilidade da comunidade fomentando um espírito de entreajuda e solidariedade, pelo que todas as formas de associação são possíveis para se formar como padrinho/madrinha.

Vou ter acesso a informação de como o meu donativo foi aplicado?

Sim, as informações, sempre salvaguardando o anonimato da família, serão dadas. Nos apoios pontuais, a informação será dada aquando da sua aplicação.

Se a família se autonomizar, o que fazem com a contribuição do(a) padrinho/madrinha?

O padrinho/madrinha será contactado(a) e convidado(a) a apadrinhar outra família.

Passam recibo dos donativos que recebem?

Sim. Passamos recibo dos valores recebidos, para que as pessoas em nome individual e empresas possam beneficiar das respetivas deduções à coleta.

Como posso apadrinhar uma família?

Nesta fase pode contactar a instituição por telefone (256824532 e 969849744), email (geral@ecosurbanos.pt), das 9h às 13h e das 14h às 17h 30m, para receber mais informações e/ou realizar o seu apadrinhamento.

Poderá realizar o donativo através de transferência bancária: IBAN: PT50 0018 000803113619020 25, enviando comprovativo por email: geral@ecosurbanos.pt

Contribua. Faça a diferença!

IMPORTANTE: No caso de não ter interesse em atribuir ou disponibilizar nenhuma verba monetária estamos disponíveis para receber donativos em espécie, isto é, géneros alimentares, podendo estes serem perecíveis ou não, uma vez que temos capacidade instalada de armazenamento. 

Partilha: