Category: MÚSICA

SEMANA DA JUVENTUDE 2019 – YUZI – 21 DE SETEMBRO

HIP HOP nacional em S. João da Madeira

YUZI é uma das maiores e mais inesperadas revelações do hip-hop português. O artista por trás de #ShutUp, com mais de 1 Milhão de visualizações no YouTube e 60 mil no SoundCloud, e TSUBASA, com mais de 1.6 milhões de visualizações no YouTube e 80 mil no SoundCloud, é considerado o rapper na vanguarda desta nova vaga de jovens talentos portugueses.
O jovem rapper de Santo António dos Cavaleiros começou a sua carreira no ano de 2017, com o lançamento de “#YUZIGANG” em Fevereiro desse mesmo ano. O tema foi um sucesso no underground, provocando uma onda de controvérsia e debate por toda a cultura pela excentricidade musical e visual do mesmo, contando com mais de 400 mil visualizações no YouTube e 60 mil no SoundCloud.

YUZI elaborou e expandiu a sua sonoridade com o lançamento de XXX e Plug on the Phone em Abril e Julho, ambos ultrapassando o sucesso do seu primeiro tema e mostrando a versatilidade musical do mesmo. Até ao momento, XXX conta com mais de 800 mil visualizações no YouTube e 60 mil no SoundCloud, e Plug on the Phone com 600 mil visualizações no YouTube e 56 mil no SoundCloud.

Em Abril de 2018 YUZI colabora com ProfJam no hit instantâneo que foi Gwapo, atingindo a marca do 1 Milhão de visualizações no YouTube em menos de 1 mês.

O fenómeno YUZI tem actuado por todo o país tendo performances exímias e actuações de cortar a respiração como foi a sua passagem pelo MEO SW ‘18. Veja aqui um pequeno vídeo da passagem de YUZI pelo festival MEO SW.

Sigam a Semana da Juventude 2019 AQUI e AQUI e já agora são livres em partilhar. Esperamos por todo(a)s!

 

 

SEMANA DA JUVENTUDE 2019 – De 18 A 21 DE SETEMBRO – APRESENTAÇÃO

O mundo é de todo(a)s na sua Diversidade!

Todas as atividades da Semana da Juventude 2019 são gratuitas e acontecem de 18 a 21 de Setembro na Praça Luís Ribeiro, conectadas com o projecto HUB Station. O projecto consiste na construção de 5 estruturas de médio porte, que serão parcialmente habitadas por artistas e público em simultâneo, promovendo interação entre arte, público e cidade. HUB é o termo inglês para concentrador, o processo pelo qual se transmite ou difunde determinada informação, tendo, como principal característica, que a mesma informação é enviada para muitos receptores ao mesmo tempo. É um projecto de arte efémera, em colaboração com a Associação Internacional Improvise and Organize e a  nossa associação, Associação de Jovens Ecos Urbanos. Ambas actuam na mediação entre arte, ecologia e sustentabilidade. A ideia é reflectir sobre as dinâmicas urbanas de transformação, pela implementação de estruturas habitáveis, no território central da cidade, focando na permanência temporal dos públicos.

A Semana da Juventude deste ano acontece de 18 a 21 de Setembro, mas está prestes a iniciar-se em contexto de residência dois espetáculos para a noite de inauguração. uma performance aérea, com Paulina Almeida e os jovens da nossa Oficina de Artistas, onde os participantes são desafiados a escrever textos a partir da observação da cidade, desde a torre central do parque América. Dos seus textos irá nascer a performance Hight Clouds, que falará dos desafios de crescer na cidade e no mundo, dos quais as quais a visões futuras, serão a construção das próximas gerações.

Na quarta-feira, dia 18, dia da inauguração da Semana da Juventude, poderemos assistir também ao resultado de outra residência artística com jovens sanjoanenses. Em ligação ao concerto do seu projecto a solo, Patrícia Lestre propõe uma actividade pedagógica no seio da cidade que a acolhe. Tem como intuito criar uma apresentação de 20 a 30 minutos de um encontro de talentos artísticos residentes (música, dança, teatro, desenho, poesia, etc.) com idades entre 18 e 25 anos. Comunicação, intuição, improvisação e criação colectiva são a base pedagógica desta residência. S. João da Madeira receberá a arte da sua própria inspiração e o público surpresas de caras familiares com o espectáculo 22’’ à Hora.

Na quinta feira, dia 19 a programação será sobre cinema, e ao ar livre, com a estreia do Labirinto do Tempo, documentário sobre o Labirinto Sensorial que a Associação desenvolveu para o Hat Weekend, projeto comunitário que a Vanessa Fernandes e o Francisco Barros captaram ao longo de 3 meses. Segue-se a comédia insólita, Diamantino, um jogador da bola que faz lembrar alguém…proposta do Cine S. João a não perder, a noite termina bem, com “A Ver o Mar“, de Ana Oliveira e André Puertas, uma curta sobre o silêncio, o mar como pano de fundo, o mar como lugar de afetos.

Sexta-feira é dia de Arraial, a sugestão é para rumarem à praça logo depois do trabalho e da escola. A alegria é garantida, é o nosso 22º aniversário e a Patrícia Lestre trará convidados surpresa, não faltará comida, dança, música, e animação para todos. Von X e Daniela Castro e o Eduardo também estarão para garantir que baile não falta.

Sábado, a cabeça de cartaz é Yuzi, a nova geração já conhece, é do universo do HipHop mas pretende contagiar toda a família, as atividades são muitas e vem também ao encontro de toda a família e da semana da mobilidade.

Toda a programação também está disponível no site da Câmara Municipal de S. João da Madeira, co-organizadora da Semana da Juventude 2019.

PROGRAMA DIÁRIO

DIA 18 | Quarta-feira | Espectáculos de Rua

  • 21h 30mInauguração Semana da Juventude
    • Hight Clouds | Dança Aérea | Com Paulina Almeida & Ran Van Roosmalen & Oficina de Artistas
  • 22h | 22s’’ à Hora  | Espectáculo multidisciplinar| Patrícia Lestre com jovens artistas sanjoanenses

Actividades Permanentes | Hub Station | Arte À Rua – Instalações Artísticas pelos aluno(a)s de artes Esc. Serafim Leite

DIA 19 | Quinta-feira – Cinema ao Ar Livre

  • 17h às 19h | Workshop Gravura em pacote de leite + Chine-Collé * | Parceria com o Centro de Arte
  • 15h às 18h | Conta-me – Workshop de cinema – Objectos contam histórias* | Com Ana Oliveira
  • 16h às 22h | Markerspace  – Espaço de mostra e criação – Alternativas criativas de sustentabilidade | Parceria Sandbox Project
  • 17h às 19h | Oficina – A Complexidade do Fio | Parceria Turismo Industrial
  • 18h às 19h | Aula aberta – Shaolin Si | Parceria Associação Shailin Si
  • 18h às 20h | Workshop City Dance Flow | Com Paulina Almeida
  • 18h às 19h | Música no TUS | Linha Verde (a partir do tribunal) | Parceria Monkey Corporation
  • 19h às 19h 30m | Dança Contemporânea | Parceria Conservatório de Dança do  Norte
  • 21h 30m | Labirinto do Tempo | Documentário sobre a Fundição de Memórias | Vanessa Fernandes e Francisco Barros
  • 21h 45m | Diamantino | Filme | Parceria Cine S. João
  • 23h 15m | Curta Metragem | De Ana Oliveira e André Puertas

Actividades Permanentes | Hub Station | Arte à Rua | Instalações Artísticas pelos aluno(a)s de artes Escola Secundária Serafim Leite

DIA 20 – Sexta-feira – Arraial

  • 17h às 19h | Workshop Ponta-seca em lata de sumo* | Parceria Centro de Arte
  • 15h às 18h | Workshop de edição de vídeos no telemóvel *| Com Ana Oliveira
  • 16h às 19h | Workshop de Tecelagem *| Com Daniela Ponto Final
  • 17h às 19h | Recriar Arquitecturas | Parceria Turismo Industrial
  • 18h às 19h| Música no TUS | Linha verde – a partir do Tribunal | Parceria Arte do Som
  • 18h 30m às 19h 30m | Aula Aberta – Defesa Pessoal | Parceria Projecto Habitus (Ecos Urbanos, MentemMovimento e CCD)
  • 19h às 23h | Espaço Infantil | Oficina de Animação – Ecos Urbanos
  • 20h | Shaolin Si | Grupo de Exibição | Parceria Associação Shaolin Si
  • 20h | Jantar Arraial | Com músicas do Mundo | Von X & Daniela Castro
  • 21h | Danças do Mundo | Com Eduardo Carvalho
  • 22h | Patrícia Lestre em Concerto

Actividades Permanentes | Hub Station | Arte À Rua – Instalações Artísticas pelos aluno(a)s de artes Esc. Serafim Leite

Dia 21 – Sábado | Hip Hop Family

  • 12h às 15h | Música no TUS | Linha Verde a partir do Tribunal | Parceria Academia de Música (a confirmar)
  • 15h ás 16h – Aula Aberta – Zumba | Parceria Projecto Habitus (Ecos Urbanos, MentemMovimento e CCD)
  • 16h às 19h 30m | Jogos de Tabuleiro & Espaço Infantil |
  • 16h às 19h 30m | Espaço Infantil – Oficina de Animação – Ecos Urbanos
  • 17h às 18h | Demonstração Primeiros Socorros | Parceria Centro Humanitário da Cruz Vermelha de S. João da Madeira
  • 16h às 17h 30m | Aula aberta – Biodanza | Parceria com a ADS
  • 17h 30m às 18h | Aula aberta – Tai-Chi | Parceria É Bom Viver
  • 18h às 19h | Aula Aberta – Yoga | Parceria Associação Pro Yoga
  • 18h às 20h | Danças do Mundo – Para pais e filho(a)s | Com Eduardo Carvalho
  • 21h | Hip Hop | Demonstração Centro Cultura e Desporto
  • 22h | DJ Set
  • 23h | Concerto HIP HOP – Yuzi
  • 00h | DJ Set

Actividades Permanentes | Hub Station | Arte À Rua – Instalações Artísticas pelos aluno(a)s de artes Esc. Serafim Leite

* inscrições obrigatórias

Muitas associações, organizações e algumas empresas locais juntaram-se à Semana da Juventude. Há música no TUS, Arte à Rua e múltiplas atividades convidativas: Biodanza (Sábado), Tai Chi (Sábado), Jogos De Tabuleiro Contemporâneos (Sábado), Yoga (Sábado), Espaço Infantil (Sexta E Sábado) Danças Do Mundo (Sexta-Feira) alguns workshops convém inscrição prévia: Cinema do Objecto (Quinta-Feira), Edição Vídeo C/ Telemóvel (Sexta-Feira), Gravura (Quinta E Sexta-Feira), Tecelagem (Sexta-Feira), City Dance Flow (Quinta-Feira).

Parcerias |  Oliva Creative FactoryTurismo Industrial | Junta de Freguesia de S. João da Madeira  | Centro Cultura DesportoSandbox Projects | Conservatório Dança do Norte | Academia de Música – Associação Alão de Morais | Centro de Arte | Banda de Música | Prô Yoga | Cine S. João | Associação Shaolin Si | Projeto Habitus | Real Sociedade da Praça | Arte do Som | Escola Serafim LeiteAssociação É Bom Viver | Associação Desportiva Sanjoanense | Monkey Coorporation | Paços da Cultura | Centro Humanitário da Cruz Vermelha de S. João da Madeira

ECOS URBANOS COM SARA ALHINHO, A 23 DE MAIO, NA CASA DA CRIATIVIDADE

Vamos regressar hoje, quinta feira, a mais um concerto na Casa da Criatividade, desta vez para assistir ao concerto de Sara Alhinho inserido na programação Alternativa à 5inta. 

No âmbito da parceria com a Câmara Municipal de S. João da Madeira estaremos com cerca de 15 pessoas para assistir a 60m de música desta canta-autora que está a promover o seu segundo trabalho discográfico intitulado “Ton di Petu” (que esteve em financiamento na plataforma de Crowdfunding (Financiamento Colaborativo) – PPL).

Nascida em Portugal, filha de mãe cabo-verdiana e pai mexicano, mas com uma forte vivência em Cabo Verde, terra onde cresceu desde os 6 anos, Sara Alhinho é uma artista com uma identidade musical genuína e eclética.
Seguindo a melhor das tradições de Cabo Verde, aprendeu a tocar de ouvido e, com uma voz doce e profunda, acompanhada da sua fiel guitarra, Sara assina as suas próprias composições.

E tu já compraste o teu bilhete? Podes fazê-lo directamente AQUI. Não percas esta oportunidade.  Nós já temos os nossos e não vamos perder.

ECOS URBANOS COM MATHILDA, A 18 DE ABRIL, NA CASA DA CRIATIVIDADE

Vamos regressar hoje, quinta feira, a mais um concerto na Casa da Criatividade, desta vez para assistir ao concerto de Mathilda inserido na programação Alternativa à 5inta. 

No âmbito da parceria com a Câmara Municipal de S. João da Madeira estaremos com cerca de 10 pessoas para assistir a esta nova promessa da cultura musical portuguesa, com raízes em Guimarães e que é representada pela jovem editora Planalto Records, que tem por base a cidade do Porto.

Mathilda é o alter ego musical de Mafalda Costa, que se refugia neste termo para expor fragilidades, acompanhada ora por um ukulele, ora por uma guitarra eléctrica. Ao vivo, faz-se acompanhar por Diogo Alves Pinto, mais conhecido pela sua one-man band Gobi Bear, que desenvolve arranjos com percussões e guitarra.

O singleInfinite Lapse” valeu-lhe o lugar de finalista no reputado Festival Termómetro e um lugar na colectânea Novos Talentos FNAC,  na edição de 2018. Abra-se caminho para o encantamento da Mathilda.

Vão ser 60 minutos de pura harmonia.

E tu já compraste o teu bilhete? Podes fazê-lo directamente AQUI. Não percas esta oportunidade.  Nós já temos os nossos e não vamos perder.

BICHOS DO MATO COM ISAC A 20 DE ABRIL

O projecto Bichos do Mato, vencedor do Orçamento Participativo Municipal de 2018 (categoria juventude), estão de volta, e apostamos que já sentiam saudades deles!

Este mês a proposta cultural é de um concerto com Isac numa noite apostada em originais, versões/covers e algumas surpresas pelo meio. Fiquem atentos e inscrevam-se porque as vagas vão voar rápido.

Isac, é o pseudónimo de Isaías Ricardo Pereira. É natural de S. João da Madeira e iniciou o seu percurso musical aos 12 anos a cantar Fado. Aos 15 anos, a música que mais ouvia era o rock e rapidamente se apercebeu do seu interesse pela guitarra. Formou a sua primeira banda de garagem com 16 anos e a vontade de subir ao palco nunca mais o largou. Foi guitarrista dos ONE (2004-2006) e vocalista dos BetterShell (2006-2011) e dos METTA (2012-2018). Compôs e escreveu inúmeras músicas para as duas últimas bandas; com elas venceu vários prémios e partilhou o palco com vários artistas reconhecidos a nível nacional e internacional. Isac, apresenta-se agora como artista a solo, à procura da sua própria identidade musical, apostando em originais e versões/covers que se podem encontrar no Youtube, iTunes, Spotify e outras plataformas on-line.

Relembramos que existe um limite de duas reservas por e-mail: bichosdomato@ecosurbanos.pt 

Se entrar na lista de convidado(a)s, receberá um email de confirmação. Para mais informações acede à nossa página AQUI

Facebook SJM Living Room Sessions
Instagram Bichos do Mato 
Facebook Ecos Urbanos
Instagram Ecos Urbanos

ECOS URBANOS COM CECÍLIA KRULL DIA 29 DE MARÇO NA CASA DA CRIATIVIDADE

Vamos regressar neste sábado a mais um concerto na Casa da Criatividade, desta vez para assistir ao concerto de Cecília Krull.

No âmbito da parceria com a Câmara Municipal de S. João da Madeira estaremos com cerca de 15 pessoas para assistir a este concerto singular, dia 29 de Março, às 22h.

A cantora, voz da famosa série espanhola, produzida pela Netflix, “La Casa de Papel“, nasceu no dia 29 de junho de 1986, em Madrid. Dona de uma das canções mais ouvidas na atualidade. “My Life Is Going On” é a faixa-tema da série que se tornou um acontecimento à escala global,  no entanto, a carreira da artista começou bem antes disso, tendo já nascido numa família que trazia a música nas veias.
É pois uma proposta desconcertante.

E tu já compraste o teu bilhete? Podes fazê-lo directamente AQUI. Não percas esta oportunidade.  Nós não vamos perder !

ECOS URBANOS COM POESIA & JAZZ, DIA 16 DE MARÇO NOS PAÇOS DA CULTURA (rectificação)

Vamos regressar neste sábado a mais um concerto nos Paços da Cultura , desta vez para assistir ao espectáculo Poesia & Jazz inserido na programação da Poesia à Mesa.

No âmbito da parceria com a Câmara Municipal de S. João da Madeira estaremos com cerca de 15 pessoas para assistir a este projeto “Poesia & Jazz”, que  é uma experiência que se traduz em poesia dita por Nicolau Santos sobre uma base musical de ambiente jazzístico da responsabilidade do Quarteto de Manuel Lourenço e da voz de Cláudia Franco.

Neste espectáculo “O meu país já não existe” vamos poder assistir a uma viagem entre as origens e a actualidade de Nicolau Santos através da poesia e das músicas do mundo que o acompanham.”

E tu já compraste o teu bilhete? Podes fazê-lo directamente AQUI. Não percas esta oportunidade.  Nós não vamos perder !

ECOS URBANOS E SELMA UAMUSSE  – 9 DE MARÇO – CASA DA CRIATIVIDADE

É já neste sábado que a Selma Uamusse  vai estar na Casa da Criatividade e nós vamos lá estar também com cerca de 15 jovens, nesta que é mais uma parceria com com a Câmara Municipal de S. João da Madeira.

Selma Uamusse, a voz do gospel, do soul, do jazz e até do rock nroll, aventura-se pelos sons tradicionais de Moçambique, no seu aguardado álbum de estreia. O resultado desenha-se entre as palavras e sonoridades de cada um dos temas que compõe MATI, onde partilha a sua identidade com um discurso de intervenção, luta e transformação duma sociedade que se quer menos distorcida.

Selma integra formações de diversos estilos musicais, do afrobeat aos blues. Criou em nome próprio os projetos Selma Uamusse Nu Jazz Ensemble e Tributo a Nina Simone, e cantou com Rodrigo Leão, Wraygunn, Throes+The Shine, Moullinex, Joana Barra Vaz, entre outros.

Uma força da natureza, que surpreende e emociona, fazendo do público parte integrante de um espetáculo enérgico e muito aclamado pela massa crítica nacional e internacional.

E tu já compraste o teu bilhete? Podes fazê-lo directamente AQUI. Não percas esta oportunidade.  Nós não vamos perder !

ECOS ROCK REGRESSO EM GRANDE

Após um ano de interregno a deixar saudades, o Ecos Rock voltou a compor a Sala dos Fornos da Oliva Creative Factory para celebrar a música alternativa regional, pintando o recinto e o público de diferentes cores ao longo de uma entusiasmante noite, que abriu com Isac. O ex-BetterShell deu o pontapé-de-saída com uma breve performance de pop rock mais adulto-contemporânea, que já aqueceu bem o público que ia chegando.

De seguida, os The Burgundy’s Tie trouxeram carisma anexado aos coletes e gravatas, num post-grunge com tanta garra quanta simpatia. Introduziram músculo às guitarras e agitaram já os primeiros corpos da noite.

A língua portuguesa voltou ao Ecos Rock com os Sardinha Também É Peixe, cujas agradáveis melodias e boa disposição já fizeram a plateia, a quem pediam participação activa, crescer. Também o seu fecho foi bem-humorado, em tom de mini-medley inserido na canção. Se quiserem ouvir os New Radicals e as Spice Girls na mesma fracção de segundos, peçam aos Sardinha Também É Peixe.

Uma das introduções da noite ficaria para a “chamada telefónica” do Presidente Marcelo aos Rita Lina, que trouxeram a língua mais afiada da noite e as fortes influências de Manel Cruz na voz e de Mão Morta (mais evidente na narrativa de “Uma Bomba”) para um concerto no qual não queriam dar só música e projecção de imagens; também queriam uma forte mensagem a ser transmitida através daquele megafone.

Não se arranjou Howard Finkel, mas arranjou-se Carlos “Matador” Almeida, ícone do cenário de peso Sanjoanense, como ring announcer dos “World Heavyweight Hardcore Champions.” E como também não se arranjou Mick Foley, há os Take Back e esse cinto fica bem entregue. O hardcore já foi género que produziu em catadupa em São João da Madeira, agora com menos fluxo, mas o tal título não fica entregue aos Take Back apenas por qualquer falta de concorrência e a sua explosiva performance comprova isso. Causadores do maior frenesim da noite e a banda com a maior presença em palco. Abraçam as suas referências locais – chamando Daniel “Sick” Pereira, que não se deixa ganhar muita saudade do palco, com os seus Setup the Breakdown e As They Come em hiato – e fazem ansiar um sucessor do auto-intitulado EP, para garantir mais defesas do título com sucesso.

Seguem-se os Redemptus, já nada estranhos a palcos maiores por todo o país e a reconhecimento internacional. Não dispensam o regresso a casa e a causa nobre que moveu o evento. O que se seguiu foi hipnose total. A boa onda de bandas anteriores já tinha sido sugada pelas trevas e instalou-se uma obscura catarse apoteótica, através dos riffs arrastados e cavernosos, enquanto se debitavam temas do mais recente “Every Red Heart Fades to Black.” Estrelas da noite, como esperado.

O fecho ficou a cargo dos Voyance, que realçavam a disparidade do evento. Se havia romantismo ao início com Isac, agora restava o “Grind Love” dos Serrabulho, aqui representados nas t-shirts de membros dos Voyance. Foi também o seu principal obstáculo, ao restar-lhes um público mais reduzido e cansado, além de falhas de som que chegou a obrigá-los a parar. Nada que alterasse a descontracção do vocalista Aristides Reis, que regularmente questionava a própria necessidade de anunciar os títulos dos temas. Trouxeram vozes à Aborted, discretas melodias à Exhumed e uma chinfrineira capaz de despertar a curiosidade de uns Benighted. Para esgotar as energias que restassem, a todo o gás.

Com uma boa causa, um bom ambiente e um bom serão multifacetado a expor que nas garagens de São João da Madeira há talento e versatilidade, louva-se a insistência na organização do Ecos Rock e espera-se por uma próxima edição, que nos garanta mais uma grande dose compacta de bons concertos. Até uma próxima!

texto de: Christopher J.R.Monteiro

BICHOS DO MATO APRESENTA, FáSentido, A 09 DE MARÇO

O projecto Bichos do Mato, vencedor do Orçamento Participativo Municipal de 2018 (categoria juventude), voltam a sair da toca já no dia 9 de Março. Este mês a nossa proposta cultural é de um concerto com as FáSentido, um ensemble vocal feminino constituído por estudantes universitárias de música em Aveiro.

As FáSentido são um Ensemble Vocal formado por 7 raparigas que frequentam a Licenciatura em Música na Universidade de Aveiro: Aurora Miranda (Violino), Carolina Andrade (Canto), Madalena Vidal (Violino), Mariana Caldeira Pinto (Canto), Mariana Pinto Silva (Canto), Raquel Fonseca (Piano) e Sabrina Santos (Violino).

Tudo começou com breves encontros em casa de amigos, mas rapidamente começaram a ser convidadas para cantar em diversos eventos no âmbito da Universidade e em eventos particulares. Desde casamentos, a concertos próprios e recessões e aberturas, as FáSentido (en)cantam desde 2017 e estão disponíveis para agendamento, basta para isso mandar um email.

Facebook FáSentido
Instagram FáSentido

Relembramos que existe um limite de duas reservas por e-mail. Se entrar na lista de convidado(a)s, receberá um email de confirmação. Para mais informações acede à nossa página AQUI

Facebook SJM Living Room Sessions
Instagram Bichos do Mato 
Facebook Ecos Urbanos
Instagram Ecos Urbanos