AÇÃO SOCIAL

O Atendimento/Acompanhamento é assegurado por uma equipa multidisciplinar, aos clientes/agregados, da Zona de Intervenção definida. Os atendimentos são realizados por marcação prévia, em horários pré-definidos, ao cliente ou a outros elementos do agregado familiar, sempre que tal se revele necessário.
Tem como ponto de partida um pedido ou problema apresentado e que aliado a outros modos, meios e estratégias de intervenção e com base na relação interpessoal, possibilita o estudo, a análise e interpretação diagnóstica bem como a negociação e programação das ações, o desenvolvimento da intervenção e a avaliação do processo.
O Acompanhamento Social, em situações de abertura de Processo Familiar, implica a definição e negociação de um Plano Individual de Intervenção com assinatura de Acordo de Inserção em Ação Social com o objetivo de minimizar a sua vulnerabilidade social ou económica e promover a sua autonomização.
São realizadas Visitas Domiciliárias, como forma complementar de intervenção, que podem ser previamente marcadas ou não.
Este acompanhamento social é levado a cabo no âmbito de processos de Ação Social e RSI.

1ºs Atendimentos
5as feiras das 9h 30m às 13h
Morada: Avenida Dr. Renato Araújo, n.º 441, 1.º piso
3700-244 S. João da Madeira
Telefone: 256824532 e 969849744

Nota: Mediante avaliação poderá ser marcado primeiro atendimento num outro horário/dia da semana.

ACOMPANHAMENTO PSICOLOGICO

Sempre que não seja a clientes da zona de intervenção, deverá ser solicitado previamente à instituição, de forma a ser avaliada a sua pertinência e a possibilidade da sua realização.
Tal atendimento poderá resultar apenas numa sessão, sem carácter de continuidade.
Sempre que se revelar pertinente a continuidade do Apoio Psicológico o mesmo passará para Acompanhamento, sendo totalmente confidencial e definido em termos temporais, mediante a problemática apresentada e disponibilidade do técnico responsável.

Nota: Mediante avaliação poderá ser marcado primeiro atendimento num outro horário/dia da semana.

ACOMPANHAMENTO ECONÓMICO

As situações de maior vulnerabilidade podem, no acompanhamento efetuado, receber apoio em despesas de habitação, educação, saúde, alimentação ou outras consideradas pertinentes e indispensáveis às ações definidas no Acordo de Inserção previamente estabelecido.
Regulamento Resposta Social – Centro Comunitário
No âmbito do trabalho social e mediante avaliação pode haver a integração de indivíduos em trabalho a favor da comunidade e jovens em situação de processos disciplinares.